Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Notícias de 2014 / Fevereiro 2014 / Vereadores recepcionam senador Delcídio do Amaral e Henrique Prata

Vereadores recepcionam senador Delcídio do Amaral e Henrique Prata

por Marcos Matos publicado 25/02/2014 17h38, última modificação 19/05/2015 19h03
Nesta segunda-feira, dia 24, o presidente Newton Luiz de Oliveira (Nenão) e demais membros do legislativo municipal acompanharam a visita do senador Delcidio do Amaral (PT) e do diretor-presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata, às obras do Centro de Diagnóstico de Câncer que está sendo construído no município. Em seguida, os parlamentares prestigiaram a cerimônia de assinatura oficial de doação de 6,35 hectares para ampliação de três novos cursos da UFMS – Gestão Financeira, Engenharia Civil e Engenharia de Produção.

O senador reafirmou seu compromisso com a saúde e a educação e disse que  cidade está localizada estrategicamente no centro do Estado e caminha para se transformar num pólo educacional e da saúde. Delcidio foi o responsável pela emenda de R$ 11 milhões junto ao Ministério da Saúde para a viabilização do Centro de Diagnóstico de Câncer.

Para o presidente da Casa de Leis, a instalação e ampliação da Universidade Federal, o Instituto Federal, a UEMS e agora do Centro de Diagnóstico de Câncer comprovam essa vocação econômica e social.

A politica de descentralização das universidades permitiu a viabilização de novos cursos, conseguimos trazer a UEMS e a UFMS. O Instituto forma técnicos de nível médio. Agora, a conquista deste Centro de Diagnóstico para a prevenção e tratamento do câncer deve fortalecer ainda mais o município como pólo da saúde e do conhecimento. O desafio é buscar sempre novos recursos para ampliar os investimentos para consolidar esses setores da economia”, comentou Nenão.

DSC01496.jpgO senador petista, Delcidio do Amaral, também falou em desafios. Para ele, a principal reivindicação é a pavimentação de 23km da rodovia MS-473 e a finalização das obras do contorno rodoviário, que está em construção há quase 10 anos.

Andamento das obras do Centro de Diagnóstico de Câncer de Nova Andradina

Diversos vereadores também acompanharam a vistoria às obras de construção do Centro de Dignóstico de Câncer feita pelo diretor-presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata e pelo coordenador regional Ademar Capuci.

A unidade de Nova Andradina atingirá uma população de cerca de 700 mil pessoas residentes em toda a região.

Prata ficou impressionado com a rapidez que a obra está sendo executada e avaliou que, se não houver imprevistos, deve ser concluída dentro do prazo, ou seja, no final deste ano. Para o diretor, o centro de diagnóstico é um projeto que visa diminuir o índice de câncer avançado, que acaba se tornando um sinônimo de sofrimento para as famílias. Ele explicou que neste é um espaço será feita a triagem e tratamento dos casos em que a doença está em sua fase inicial.

UFMS.jpg"A unidade móvel, uma carreta toda equipada com a tecnologia necessária, fará a visita aos municípios para o diagnóstico precoce da doença. Uma vez constatada e enfermidade, o paciente será automaticamente encaminhado ao centro de tratamento, onde poderá obter acompanhamento logo no início do câncer, o que resulta em mais chances de cura", afirma Prata.

Além dos representantes dos poderes legislativo e executivo municipais, participaram dos eventos em Nova Andradina, prefeitos da região, os deputados federais Antonio Carlos Biffi e Vander Loubet, ambos do PT, o deputado estadual Laerte Tetila, também do PT, a deputada estadual Dione Hashioka (PDSB), além de lideranças dos municípios do Vale do Ivinhema.

Fonte: Glaucia C. Piovesan / Assessoria

    

Mídias Sociais