Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Campanha “Sobra que Salva” é sugerida na Câmara

Campanha “Sobra que Salva” é sugerida na Câmara

por Cleverson Gouveia publicado 15/06/2019 21h36, última modificação 15/06/2019 21h36
Os vereadores Dr. Sandro Hoici (DEM) e Marião da Saúde (PR) voltaram a reiterar indicação em que sugerem a Campanha “Sobra que Salva”, que consiste na doação de medicamentos não utilizados por pacientes, que, permanecem dentro do prazo de validade.
Campanha “Sobra que Salva” é sugerida na Câmara

Agência 7ª Arte

A campanha, já sugerida pelos vereadores, tem o objetivo criar uma associação, podendo ser formada pelo quadro de funcionários da saúde municipal, que reúna, classifique e redistribua remédios não utilizados, vindo através de doação de medicamentos não utilizados e dentro do prazo de validade, para que possam ser utilizados por outros pacientes, que gerará um grande benefício social, economizando os recursos. 

A sugestão dos vereadores é que seja criada uma espécie de farmácia, com a finalidade de encaminhar os remédios a pessoas cadastradas nesta farmácia e portadoras de receita médica.

O documento destaca que a entidade poderá receber doações ou através de parcerias com clinicas médicas, hospitais, profissionais da saúde e cidadãos interessados em dar vida longa aos medicamentos. Para isso, a pessoa deve fazer um cadastro para controle da entidade com documentos tais como: carteira de identidade, CPF, comprovante de residência, cartão do SUS e receita médica.

Conforme os parlamentares, os pedidos e doações podem ser aceitos pessoalmente, por telefone e até via redes sociais.

“O repasse é destinado a todos que estiverem devidamente cadastrados e solicitarem mediante posse da receita médica em mãos no ato da retirada do medicamento. O serviço também é uma saída para que a secretaria de saúde do município poupe economicamente com a compra de medicamentos, além de contribuir socialmente com a população, e evitando que estes medicamentos não sejam jogados no lixo doméstico e não contamine o lençol freático, e principalmente, ajudando a salvar vidas”, ressaltaram os propositores.

A indicação foi aprovada por unanimidade e encaminhada para o prefeito José Gilberto Garcia, com cópia ao secretário municipal de Saúde, Arion Aislan de Souza, para análise e providências.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

    

Mídias Sociais